segunda-feira, 30 de novembro de 2009

A Alma Feminina no Mundo Cigano


A mulher é dotada da chamada “intuição feminina”.

Trata-se de uma manifestação que lhe foi concedida pela “vontade divina”.

Por essa razão, nas tribos ciganas somente a elas era atribuído o poder da cartomancia.

O dom de pressentir acontecimentos fazia os ciganos compararem a “alma feminina” ao instinto felino.

Assim, pode-se notar a graciosidade majestosa de uma tigresa nos gestos, no caminhar e no olhar de uma cigana.

Essa faculdade inerente à mulher, que é o poder de adivinhação, faz com que ela brilhe como estrela guia no universo terreno.

domingo, 29 de novembro de 2009

DEZEMBRO ALua de Contar as Bençãos


Ao chegar na décima-segunda Lua. Você vai enumerar todas as coisas boas que lhe aconteceram no decorrer do ano. Examine sua vida e verifique os efeitos de todos os rituais realizados. Veja se você alcançou seu objetivo de se tornar uma mulher mais completa. Lembre-se de que uma mulher-lua está integrada à natureza, ama as plantas e os animais, respeita seus semelhantes e convive em harmonia com todos que a cercam. Se você estiver assim, feliz, bonita e satisfeita, é sinal de que seu trabalho foi bem-sucedido. Se ainda não chegou ao ponto desejado, insista, pois a magia requer paciência. E, no último dia do ano, agradeça à Mãe Lua, olhando para ela e recitando palavras de gratidão e amor. Agora, você e a Lua são únicas: mãe e filha, irmãs, namoradas, companheiras, cúmplices de feitiços e momentos de magia. Sinta essa força e nunca desista da sua caminhada!

NOVEMBRO A Lua dos Sonhos


Sonhar é receber mensagens. Sonhar é encontrar respostas. Sonhar é conversar com amigos de outros planos. Assim é o sonhar da bruxa: não um desligamento da realidade. Mas uma entrada num plano superior. A verdadeira bruxa aprende a controlar seus sonhos e a realizar viagens astrais, sendo capaz de visitar, em espírito, lugares distantes e desconhecidos.Para despertar esse dom de sonhar, durma com um caroço de ameixa na mão esquerda. Assim, você ativará sua intuição e se tornará mais consciente do real significado dos seus sonhos. Procure, ainda, ao acordar, anotar o que você sonhou na noite anterior. Desse modo, você vai aprender a dar atenção aos seus sonhos e será capaz de interpretá-los Corretamente.E a Lua dos Sonhos também ensina a não temer o contato com outras dimensões. É natural que você fique insegura e sinta-se impelida a fugir do desconhecido. Reaja e assuma a plenitude de seu poder!

OUTUBRO A Lua da Cura


Curar-se não é apenas se livrar de uma doença. É também entrar em harmonia com seu corpo, com seus órgãos, com seu ritmo, e conservar seu organismo em equilíbrio.O primeiro passo é o controle da respiração. Inspire e expire consciente dos seus movimentos, da entrada e saída de ar dos pulmões. Todas as noites, antes de dormir, procure visualizar seus órgãos internos. Imagine seu coração batendo, o estômago em movimentos suaves para realizar a digestão, o fígado filtrando o que é bom para seu organismo. Evite comer coisas que fazem mal, abstenha-se das bebidas alcoólicas e modere quaisquer tendências a exageros. Com o tempo você vai perceber que é possível "ouvir” seu organismo, e dificilmente será vítima de uma doença inesperada. Comer uma folha fresca de sálvia todos os dias também vai ajudá-la a manter a saúde em ordem. E, para se prevenir contra contágios, faça um amuleto com um dente de alho, uma folha seca de sálvia, uma pedrinha de cânfora e nove cravos-da-índia. Carregue-o preso à roupa com um alfinete, para tê-lo sempre junto com o corpo.

SETEMBRO A Lua da Risada de Afrodite


A poderosa Afrodite vem nos cobrar quando fazemos mal uso do nosso corpo. Temperamental, ela afasta das mulheres que se prendem a relacionamentos insatisfatórios, baseados na hipocrisia e na falsidade, ou que se tornam escravas dos padrões convencionais de beleza e amor exigidos pela sociedade.Para fazer as pazes com Afrodite, realize um feitiço de amor. No primeiro dia de Lua nova de setembro, despeje seu perfume favorito num caldeirão e coloque-o para ferver em fogo baixo. Quando o perfume estiver bem aquecido, apague o fogo e adicione 1/2 colher de chá de pólen de lírio, 1/2 colher de chá de canela em pó, 3 gotas de orvalho colhido de uma roseira, 1 gota de seu próprio sangue e 1 pêlo de uma gata negra (não arranque do animal: pegue um pêlo que tenha caído naturalmente). Então recite o encantamento: Afrodite, senhora das seduções, aquela que ao homem dá o ardor, me traz o calor das paixões e faz de mim um templo de amor! Guarde tudo num vidro e deixe-o ao ar livre. Recolha o vidro na manhã seguinte, antes do nascer do Sol. Use essa poção quando você quiser seduzir alguém que mereça o seu amor. Se usar esse feitiço de maneira leviana, poderá cair no desagrado da deusa.

AGOSTO A Lua da Loba


A mulher que é bruxa tem que saber lidar com o amadurecimento e com a velhice. Mesmo você que seja uma adolescente, pensar na maturidade é um desafio importante, que precisa ser encarado na Lua da Loba, você vai aprender a reconhecer a força da mulher madura. Procure passar mais tempo na companhia de mulheres que você admira. Pode ser na companhia de sua mãe, uma amiga, uma professora, uma tia ou de sua avó. Não importa. Basta que seja uma mulher forte, de personalidade marcante, mas ao mesmo tempo bondosa, e que tenha mais de 50 anos. Olhe bem para essa mulher e reconheça nela as qualidades da Lua. A intuição, o amor, a inteligência que reluz nos olhos de todas as filhas da Deusa. Pense em Diana, a senhora da caça que supera todos os obstáculos com firmeza. Banhar-se com uma infusão de alfazema e mil-folhas, ervas que trazem força, vai ajudá-la a entrar em sintonia com a energia sutil da Lua da Loba.

JULHO A Lua das Sereias


A Lua de julho nos convida a despertar para a beleza e a sensualidade. Ouça o canto da sereia que a convida a penetrar nos mistérios de Afrodite, a deusa da arte, do amor e da manifestação da beleza em todas as suas formas. Para entrar em contato com a deusa, recolha na praia um punhado de conchas do mar e água de rosas. Consiga um espelho de tamanho regular, oval e com cabo. Lave-o co água de rosas e deixe-o secar naturalmente. Quando o espelho estiver seco, comece a colar as conchas em volta dele, até preencher todo o seu contorno. À noite, coloque-o para tomar o sereno da Lua e só o retire ao amanhecer. Sempre que quiser entrar em contato com a deusa, recite o seguinte encantamento: Carne, mármore, flor, Vênus, em ti eu creio. Essas palavras mágicas foram retiradas de um dos poemas do francês Arthur Rimbauld. Ao recitá-las, você estará brindando a deusa com aquilo de que ela mais gosta - beleza e arte.

JUNHO A Lua dos Labirintos


Chegou o momento de você lidar com tosas as suas facetas. Em vez de ficar cobrando de si mesma "coerência" ou "lógica", aceite que você é um ser humano de múltiplos aspectos, alguns contraditórios. Dentro de você moram todas as deusas. Procure harmonizar-se com a vaidosa Afrodite, a maternal Deméter e a ousada Ártemis. Experimente com o máximo de intensidade cada uma dessas qualidades que habitam seu ser.Para se integrar com Afrodite, aguarde a fase cheia da Lua e prepare uma infusão com pétalas de rosa cor-de-rosa. Tome esse banho mágico ao anoitecer e mire-se nua no espelho. Admire cada curva do seu corpo e faça uma automassagem, sentindo a suavidade da sua pele. Passe seu perfume favorito e se vista com uma roupa bem bonita, acompanhada de adornos delicados. A maternal Deméter pode ser invocada por meio de fazeres domésticos. Prepare um bolo de chocolate bem gostoso e bonito, enquanto "conversa" com a deusa, que lhe trará harmonia familiar e paz doméstica. A ousadia de Ártemis pode se obtida por meio da integração com a natureza. Busque um contato maior com as plantas e os animais. Afinal, ela é a deusa da caça, e sabe que a natureza só dá aquilo que merecemos - se você respeitá-la, a deusa certamente saberá retribuir

MAIO A Lua de Contar Histórias


O conhecimento das bruxas é transmitido oralmente. Uma bruxa passa para a outra aquilo que ela sabe, sem necessidade de "aulas" ou qualquer sistema formal de ensino. A arte de contar histórias é um dom que deve ser exercitado durante a Lua de maio.Nessa época, escolha uma pessoa de quem você gosta para ensinar a ela tudo o que você sabe. Mesmo que ainda esteja dando seus primeiros passos na feitiçaria, você perceberá que tem muito conhecimento valioso. Não se trata de ensinar simpatias ou encantamentos. Vale passar as receitas dos pratos que você sabe preparar melhor, ensinar a fazer um bordado, dar uma explicação sobre matemática. Mas o mais importante, nessa Lua, é passar adiante as histórias de família. Sabe aquelas coisas que ouvimos sobre nossos ancestrais, os casos de avós e tios? Tudo isso tem um poder muito grande. Conte essas histórias para as crianças da sua família, para que elas também conheçam o passado que pertence a todos. Ler as histórias de bruxas antigas e contá-las aos outros é uma boa opção, pois a tradição diz que, enquanto as bruxas forem lembradas, elas serão imortais. Durante esse mês, peça para a Mãe Lua brindar você com o dom da palavra e da sabedoria. E não esqueça de ouvir as valiosas lições que as pessoas mais velhas têm para ensinar.

ABRIL A Lua das Vozes do Mundo


Abril / A Lua das Vozes do Mundo


Agora que você já começou a desenvolver a sua sensibilidade e o dom de enxergar além das aparências, chegou o momento de aprender a lidar com as informações recebidas por meio da intuição. É a hora de ouvir as "vozes do mundo". Esse processo pode ser um pouco doloroso, pois nem sempre ouvimos aquilo que nos agrada. Mas a verdadeira sabedoria está em lidar serenamente com as adversidades que se apresentam, com plena consciência de que elas vão ser superadas no momento certo. Para entrar em sintonia com essa Lua, trabalhe sua tranqüilidade interior. Ao longo de todo mês consuma chás, verduras e temperos calmantes, à base de melissa, erva-cidreira, camomila, manjericão, alface ou folhas de maracujá. E abra seu coração para este momento, sem qualquer temor: aprendemos com as dificuldades, quando se manifestam coisas boas, sentimos uma deliciosa felicidade.

MARÇO A Lua do Olho Interior


Março / A Lua do Olho Interior


O dom de enxergar além das aparências é inerente a todas as bruxas. Em março, na Lua do Olho Interior, você poderá trabalhar sua capacidade de enxergar as verdades que estão ocultas. Para que essa sensibilidade se manifeste, porém, você precisará aperfeiçoar sua relação com o mundo. Diariamente, exercite esse dom de "observar" o universo:1. Ao acordar, dirija-se à janela e olhe o dia. Perceba como está o tempo. Chove? Faz Sol? Olhe bem para o céu.2. Ao tomar o café da manhã, "sinta" o sabor dos alimentos. Comente com os outros o que você está sentindo.3. Ao sair de casa, observe atentamente o caminho, parando sempre que alguma coisa chamar sua atenção.4. Cumprimente gentilmente todas as pessoas que passarem por você, mesmo aquelas a quem não conhece.5. Ao encontrar um amigo, converse com ele e diga o quanto está feliz por vê-lo.6. Dê atenção a todos animais que encontrar.7. Ao entardecer, suspenda suas atividades e observe o dia que termina. Perceba as cores, os sons, os cheiros, os movimentos da natureza.8. Ao jantar, converse com os outros sobre os acontecimentos do dia e agradeça pelo alimento que agora você come.9. Antes de dormir, "converse" com a noite e diga-lhe que você deseja ampliar sua visão interior.

FEVEREIRO A Lua da Busca de Conhecimento


Em sua grande maioria, as bruxas do passado foram mulheres do povo, que não tiveram acesso a uma educação formal, mas contaram com os benefícios de uma sabedoria ancestral e uma intuição aguçadíssima. Hoje, que podemos nos aventurar pelas sendas dos conhecimentos antes reservados aos homens, temos o dever de aproveitar essa oportunidade para aprimorar nossa cultura. Em fevereiro, a Lua da Busca do Conhecimento favorece o estudo. É o momento de você ler e adquirir novas informações, ampliando seus horizontes. É assim que você vai cumprir um dever para com suas antepassadas bruxas, que sofreram por não poderem penetrar num mundo praticamente exclusivo dos homens. Em todas as noites de fevereiro, prepare um chá com folhas frescas de Artemísia (de preferência, plantadas e colhidas por você mesma), erva que estimula o intelecto e favorece o aprendizado. Enquanto saboreia o chá, dedique-se à leitura ou ao estudo. Dê preferência às obras de filosofia, aos poemas e aos clássicos da literatura. Mesmo que, no começo, o desafio pareça grande demais, insista. Invoque a poderosa deusa Atena, senhora do conhecimento, para que ela ajude você nesse aprendizado. Aos poucos, sua mente se tornará mais ágil e você começará a aprender com muito mais facilidade. Se você necessita de um estudo mais específico, orientado para um objetivo determinado - algo ligado ao seu trabalho, por exemplo, aproveite o mês de fevereiro para colocar esse projeto em prática e mergulhar nos livros.

JANEIRO A Lua dos Antepassados


O contato com os antepassados é parte essencial na vida de uma bruxa. Amorosos e sempre prontos a nos ajudar, nossos ancestrais mortos se dispõe a atender a nossos pedidos e nos dão força nos momentos difíceis. O primeiro passo para você assegurar a comunicação com seus antepassados que habitam outros planos é lembra-se deles - mesmo daqueles que nunca conheceu. Assim, dedique o mês de janeiro às recordações. Pense nas crianças que morreram antes de se tornar adultas ou menos antes de nascer. Folheie antigos álbuns de família, olhe os retratos dos parentes que já fizeram a viagem para os planos espirituais. Relembre também os amigos que se perderam nessa caminhada. Para homenagear esses mortos queridos, coloque lugares extras à mesa, como se eles fossem seus convidados. Prepare e coma deliciosos doces e chocolates em memória das crianças e faça alguns dos pratos favoritos dessas pessoas falecidas. E nunca pense nos seus mortos com tristeza, pois se eles perceberem que você está triste também ficarão infelizes. Numa noite de Lua Cheia desse mês, encha uma vasilha de vidro com água e jogue uma pequena pedra dentro dela. Observe atentamente a água e concentre-se. Depois de algum tempo de meditação, você receberá uma mensagem, que poderá vir na forma de um pensamento ou mesmo pelo som de uma voz distante. Não tenha medo: é um antepassado se comunicando com você.

sábado, 28 de novembro de 2009

Abençoando O Livro das Sombras


Na Lua Cheia,pegue no seu Livro das Sombras,
(onde ainda não tenha escrito nada),
e algum incenso da sua escolha (o que lhe parecer melhor),
e coloque-se num local de onde possa ver a Lua .

Debaixo da luz da Lua Cheia desenhe um pentagrama na primeira página e debaixo deste escreva a seguinte informação: data, hora, local, o seu nome mágico, a fase da Lua e qualquer outra informação que sinta ser importante.
Levante o livro em direcção á Lua e diga:
-«Aqui, enquanto a Lua Cheia brilha acima de mim, abençoe este Livro que fiz esta noite.
Humildemente vos peço, debaixo desta vossa mais sagrada luz.»

Magnetizando oEspelho Mágico (esta é uma antiga prática irlandesa muito utilizada pelos camponeses.)


Peque um espelho e unte-o com uma mistura de sal e limão.
Aguarde uma noite de Lua crescente e “aprisione-a” no espelho
(refletindo nele sua imagem).
Seu espelho estará magnetizado,
sempre que quiser peça para que a Luz,
que agora mora dentro dele,
ilumine seus caminhos.

O Paganismo esuas Vertentes


WICCA

É uma religião neopagã, divulgada e denominada originalmente pelo funcionário público britânico Gerald Gardner.
Embora essa "fundação" tenha ocorrido provavelmente na década de 1940, só foi revelada publicamente em 1954.

Vale lembrar que a Wicca não foi uma religião criada a partir do nada nesse período, mas sobrevivente a toda a ascensão do Patriarcado até a Idade Média.

Veio a público nesse período, pois a Bruxaria ainda era vista como crime nas décadas de 40 e 50 da Inglaterra.
Desde seu renascimento, várias tradições de Wicca evoluíram ou foram criadas.
A tradição que segue os ensinamentos e práticas específicos, conforme estabelecidos por Gardner é denominada Tradição Gardneriana.
Além dela, muitas outras Tradições de Wicca se desenvolveram e também existem muitos praticantes de Wicca que não pertencem a nenhuma Tradição estabelecida, mas criam a sua própria forma de culto aos Antigos Deuses, se denominando Bruxos Solitários.

É importante frisar que a Wicca não é uma religião antiga, mas uma religião com bases antigas.

A Wicca tem suas crenças fundadas no antigo Paganismo.

BRUXARIA TRADICIONAL

A Bruxaria Tradicional tem suas raízes aprofundadas através do período pré-histórico, podendo ser considerada em parte irmã e em parte filha de antigas práticas e cultos xamânicos. Historicamente, tal e qual os xamãs, o papel social das bruxas tradicionais era basicamente dividido entre a prestação de auxílio à população na cura de problemas de saúde (problemas da carne, da psiquê e do espírito) e o contato com os espíritos dos mortos e dos deuses (encaminhamento de espíritos recém-desencarnados a seu destino, obtenção de favores da Deusa e/ou dos Deuses, previsões do futuro para facilitar a tomada de decisões tanto no nível pessoal quanto para a comunidade - neste último caso a leitura do futuro seria para os chefes).


STREGHERIA

Stregheria, Stregoneria ou Bruxaria Italiana são os nomes dados a Velha Religião (Vecchia Religione) da região da Itália.
Culto Pagão com origens nos velhos Mistérios Egeus-Mediterrâneos, a Stregheria é uma Religião Iniciática composta de diversos Clãs (Tradições), na maioria Hereditários e extremamente herméticos.
Vale ressaltar que Stregheria, ao contrário do que muitos erroneamente pensam, não é Tradição de Wicca.
O Culto das Streghe centra-se na figura da Deusa Diana e seu irmão e Consorte Dianus Lucífero. Uma antiga lenda nos conta que no século XIV, Diana vendo os homens sendo oprimidos por senhores ricos e pelo clero Católico, enviou sua filha divina Aradia (Herodias) para a Terra, a fim de libertar as pessoas da escravidão e trazer o reflorescimento da Velha Religião.
Aradia passou a ensinar seus discípulos na região central da Itália, próximo ao Lago Nemi, aonde se situa as ruínas do Antigo Templo de Diana Nemorensis.

O Culto Streghe é um culto lunar, centrado nas Celebrações da Lua Cheia (Veglioni), onde são feitas orações para Diana, cantos, danças e banquetes de pães e vinhos.

A Stregheria passou a ser conhecida graças ao folclorista Charles G. Leland, que no final do século XIX escreveu obras sobre o tema, entre as quais se incluem Aradia, Il Vangelo delle Streghe Italiane e Etruscan and Roman Remains in Popular Tradition.
Leland conseguiu este material na Florença, onde mantinha contato com mulheres que se intitulavam Streghe (Bruxas em Italiano).

A maioria dos Clãs de Stregoneria são Politeístas, tendo um Panteão cheio de Deuses, Semi-Deuses e Raças de Espíritos, todos eles criados das deidades supremas que são Diana e Dianus Lucifero.

As bases dos mistérios Stregonesci vieram principalmente de influências Etruscas.

Existem diversos Clãs dentro da Stregheria, entre os quais: Animulare, Tanarra, Clã Nemorensino, Janare (Streghe de Benevento), Tradição Aridiana, Tradição Ariciana, Fanarra, Mache, Bazure, Clã Umbrea etc.

TRADIÇÕES NÓRDICAS

As tradições nórdicas se referem a uma religião pré-cristã, crenças e lendas dos povos escandinavos, incluindo aqueles que se estabeleceram na Islândia, onde a maioria das fontes escritas para a mitologia nórdica foram construídas.
Esta é a versão mais bem conhecida da mitologia comum germânica antiga, que inclui também relações próximas com a mitologia anglo-saxônica.
Por sua vez, a mitologia germânica evoluiu a partir da antiga mitologia indo-européia.
A mitologia nórdica é uma coleção de crenças e histórias compartilhadas por tribos do norte da Germânia (atual Alemanha), sendo que sua estrutura não designa uma religião no sentido comum da palavra, pois não havia nenhuma reivindicação de escrituras que fossem inspirados por algum ser divino.
A mitologia foi transmitida oralmente principalmente durante a Era viking, e o atual conhecimento sobre ela é baseado especialmente nos Eddas e outros textos medievais escritos pouco depois da Cristianização.

No folclore escandinavo estas crenças permaneceram por mais tempo, e em áreas rurais algumas tradições são mantidas até hoje, recentemente revividas ou reinventadas e conhecidas como Ásatrú ou Odinismo.
A mitologia remanesce também como uma inspiração na literatura assim como no teatro e no cinema.

A família é o centro da comunidade, podendo ser estreitamente relacionada com a fertilidade-fecundidade quanto com a agressividade de um povo hostil e habituado as guerras, em uma sociedade totalmente rural que visa à prosperidade e a paz para si. Deste modo, a religião é muito mais baseada no culto do que no dogmatismo ou na metafísica, uma religiosidade baseada em atos, gestos e ritos significativos, muitas vezes girando em torno do sacrifício humano a certos deuses, como Odin e Tîwaz (identificado por alguns estudiosos como predecessor de Odin).

DRUIDISMO

A visão tradicional mostra os druidas como sacerdotes, mas isso na verdade não é comprovado pelos textos clássicos, que os apresentam na qualidade de filósofos (embora presidissem cerimônias religiosas, o que pode soar conflitante).
Se levarmos em conta que o druidismo era uma religião natural, da terra baseada no animismo, e não uma religião revelada (como o Islamismo ou o Cristianismo), os druidas assumem então o papel de diretores espirituais do ritual, conduzindo a realização dos ritos, e não de mediadores entre Deus e o homem.
Ao contrário da idéia corrente no mundo pós-Iluminismo sobre a linearidade da vida (nascemos, envelhecemos e morremos), no druidismo, como entre outras culturas da Antigüidade, a vida é um círculo ou uma espiral.
O druidismo procurava buscar o equilíbrio, ligando a vida pessoal à fonte espiritual presente na Natureza, e dessa forma reconhecia oito períodos ao longo do ano sendo quatro solares (masculinos) e quatro lunares (femininos), marcados por cerimônias religiosas especiais.

A sabedoria druídica era composta de um vasto número de versos aprendidos de cor e conta-se que eram necessários cerca de 20 anos para que se completasse o ciclo de estudos dos aspirantes a druidas.
Pode ter havido um centro de ensino druídico na ilha de Anglesey (Ynis Mon, em galês), mas nada se sabe sobre o que era ensinado ali. De sua literatura oral (cânticos sagrados, fórmulas mágicas e encantamentos) nada restou, sequer em tradução.
Mesmo as lendas consideradas druídicas chegaram até nós através do prisma da interpretação cristã, o que torna difícil determinar o sentido original das mesmas.

As tradições que ainda existem do que poderiam ter sido suas práticas religiosas foram conservadas no meio rural e incluem a observância do Halloween, rituais de colheita, plantas e animais que trazem boa ou má sorte e coisas do gênero.
Todavia, mesmo tais tradições podem ter sido influenciadas pela cultura de povos vizinhos.

XAMANISMO

O xamanismo é um tipo de religião de povos asiáticos e árticos.
Embora a palavra xamã tenha origem na tribo siberiana dos Tugus, não existe origem histórica ou geográfica para o xamanismo, prática religiosa, de cura e filosófica encontrada no mundo todo.
O xamanismo trabalha com profundo respeito às forças da natureza, com rituais vividos por qualquer tipo de pessoa, envolvendo cristais, fogo, água, metal, madeira.
É um conceito de vida que busca no autoconhecimento a chave para o equilíbrio do ser.

O sacerdote do xamanismo é o xamã, que entra em transe durante rituais xamânicos, manifestando poderes aparentemente sobrenaturais, e invocando espíritos da natureza.
A comunicação com estes aspectos sutis da natureza se processa através de estados alterados de consciência

O xamã pode ser homem ou mulher, e sempre há na história pessoal desse indivíduo um desafio, como uma doença física ou mental, que se configura como um chamado, uma vocação.
Depois disto há uma longa preparação, um aprendizado sobre plantas medicinais e outros métodos de cura, e sobre técnicas para atingir o estado alterado de consciência e formas de se proteger contra o descontrole.

O xamã é tido como um profundo conhecedor da natureza humana, tanto na parte física quanto psíquica.

ÁSATRÚ

Ásatrú (Islandês para "fé Aesir") é um movimento religioso neopagão que tenta reviver o paganismo nórdico existente na época dos Vikings – tal como descrito nos Eddas – antes da chegada do Cristianismo.
O Ásatrú foi instituído a partir da década de 1960 na Islândia, pela Íslenska Ásatrúarfélagið uma organização fundada por Sveinbjörn Beinteinsson.
Ásatrú é uma religião oficialmente reconhecida pelos governos da Islândia (desde 1973), Dinamarca (desde 2003) e Noruega.
O governo dos Estados Unidos não endossa ou reconhece oficialmente qualquer grupo religioso; todavia, numerosos grupos Ásatrú têm sido reconhecidos com o status de organização sem fins lucrativos desde os anos 1970.

Embora o termo Ásatrú originalmente se referisse especificamente aos partidários islandeses da religião, neopagãos germânicos e grupos reconstrucionistas têm se identificado majoritariamente como Ásatrú, particularmente nos Estados Unidos.
Neste sentido mais amplo, o termo Ásatrú é usado como um sinônimo de neopaganismo germânico ou paganismo germânico, conjuntamente com os termos Forn Sed, Odinismo, Heithni, e outros.
Muitos membros do Asatru e do neo-paganismo germânico se intitulam também de reconstrucionistas, muitas vezes recorrendo a estudos e pesquisas acadêmicas sobre a antiga religiosidade da Era Viking.
Especialmente os atuais praticantes dos países escandinavos, como a Noruega, mantém algum tipo de vínculo com as pesquisas historiográficas sobre religiosidade nórdica.

Outras doutrinas tidas como pagãs:
*Obs. Nem todos as considerem assim

Taoismo
Hinduismo
Budismo
Onmyoujutsu
Xintoismo

Deus Cornífero


O Deus realmente é deixado de lado muitas vezes nos cultos pagãos, como se a energia da deusa pedisse essa dedicação exclusiva. Isto é verdade em parte, porque, não é possível cultuar o Deus adequadamente enquanto não mergulharmos na deusa e nos despirmos do Deus do patriarcado.

Quando no curso de nosso caminho - e isso demora até anos (mas varia muito de pessoa para pessoa) - está na hora do Deus voltar, a própria deusa nos mostra seu filho, consorte, defensor, ancião. O Deus aparece, tríplice como a deusa.

O Deus jovem é, antes de tudo, a criança da promessa, a semente do sol no meio da escuridão. Depois, é o garoto do pólen, o fertilizador em sua face mais juvenil, e traz a energia da alegria de viver, o poder de se maravilhar ante as descobertas da vida, é o experimentador, a face mais sorridente do sol matinal.

Daí surge o Deus azul do amor, o rapaz que cresceu e chegou à adolescência e desabrocha em beleza e masculinidade, é o jovem Deus da primavera, percorre as florestas e acorda a natureza. Ele é o apaixonado, aquele que primeiro busca a deusa como a donzela e propicia o encontro... Ele é o deus da sedução ainda inocente, que não conhece os mistérios da senhora ainda... Ele é toda possibilidade.

Depois ele é o galhudo e o green man... O Deus é o macho na sua plenitude, o senhor dos chifres que desbancou o gamo-rei anterior, ele é força e poder, músculos e vitalidade, ele cheira a sexo e promessas. Ele é o grande amante, atraído irresistivelmente pela senhora ele é o provedor, o sustentador, o senhor defensor. Ele é o senhor das coisas selvagens, o Deus da dança da vida, o falo ereto, o fertilizador. como green man ele também é o senhor da terra e sua abundância, o parceiro da senhora dos grãos. o senhor dos brotos, aquele que cuida dos frutos e os distribui pela terra.

Mas o Deus é também o trapaceiro, o senhor da embriaguez, o desafiador e o ancião da justiça. ele nos faz seguir um caminho e nos perdemos para conhecer o pânico de pan... ele nos deixa loucos como Dionísio, ou perdidos nos devaneios de Neptuno... ele é o desafiador, seja nos duelos, seja na guerra, na luta pela sobrevivência... ele é caprichoso e insidioso, ele nos engana, nos deixa desesperados e sorri - porque esse é seu papel; estimular o novo, mostrar que nosso desespero é inútil e só nos escraviza...

Como a deusa, ele está na fome e no fim da fome, na vida e na doença terminal, na luz e na sombra, no que é bom para você e no que é mau... a deusa nunca está só, ela tem sua contraparte masculina e, no entanto, ele só existe por amor a ela... alias, todos nós somos fruto dessa dança de amor. o Deus é o ancião sábio, o distribuidor da justiça, seja a que se impõe com sabedoria ou raios... ele conhece os segredos dos oráculos, mas sabe que são dela... ele é o repositório do conhecimento, mas a sabedoria é dela... ele lê os sinais da natureza, mas sabe que quem os escreve é ela.

E o velho sábio vai murchando e se transforma no senhor da morte... ele que é o senhor de dois mundos, pois no ventre dela, de volta, ele vive sua morte e a própria ressurreição. mistério e segredo, morte e retorno, ele é o que atravessa os portais dos quais ela é a senhora. ele, o caçador, que também faz o papel de ceifador... ele que ronda o leito dos moribundos e dança a dança da morte. o senhor dos esqueletos.

Ele que na dança da morte retoma o brilho do sol e sua face negra se ilumina, em uma explosão impossível de conter, e Lugh nasce outra vez...

Ele que é pai, filho, bebê iluminado, amante selvagem, sábio educador... ele, o Deus que se revela apenas pela deusa.

Protegendo os Animais....


Bênção de proteção para Gatos

Bast, Deusa da beleza e graça,

Protectora da felina raça,

Abriga (…nome do gato) de todo o mal e de toda a dor

E mantém-no sempre em segurança e ao calor.

Toma conta de (… nome do gato…) dia após dia

E leva-lo a casa quando ele se extravia.

E concede-lhe muita felicidade

E uma boa vida, livre de dificuldade.


Bênção de proteção para peixes

Oh, Deusa de cauda de peixe, Melusina, habitante

Do reino das águas, profundo e constante,

Cuida do meu peixe e mantém a sua sanidade;

Livra-o de fungos, das feridas e da fatalidade.

Contra toda as doenças dá-lhe a tua protecção

Para que nadem com graciosidade e animação.

Melusina: Abençoa-os com o teu carinho sem parar;

Guarda-os! Atende a prece que te venho apresentar.


Bênção de proteção para Cães

Diana, Deusa da Natureza na sua imensidão,

Guardiã de todos os cães, mansos ou não,

Envolve (… o nome do cão…) num abraço maternal

E protege o meu bichinho de todo o mal.

Se um dia ele se perder ao passear

Ensina-lhe o caminho para casa voltar.

Abençoa (…o nome do cão…) com uma vida de felicidade

Livre de qualquer privação, sofrimento ou dificuldade.


Para curar os peixes

Para curar as feridas e manchas vermelhas nas barbatanas dos peixes, junte uma colher de sopa de sal consagrado para cada 20 litros de água do aquário. (Não se preocupe é totalmente seguro para os peixes tropicais de agua doce!)

Recite enquanto acrescenta ao aquário:

Sal que cura e uma nova vida dará

Cura os meus peixes de qualquer problema Já!


Bênção de proteção para aves

Rhiannon, bate as asas e voa

Concede a (…nome da ave…) uma vida boa.

Ampara-o(a) enquanto voa alegremente.

Protege-o(a) dia após dia, completamente.

Peço-te que com tuas asas o(a) vás abrigar

E que lhe dês canções felizes para cantar.


Para proteger as aves dos gatos

Prenda à gaiola arruda ou alfazema para proteger as aves contra ataques felinos.


Bênção de proteção para Ratinhos e Hamsters
Reia, que dos animais bravios reges o destino,

Deusa, Abençoa (…nome do animal…), peludo e pequenino.

Que a sua vida seja cheia de alegria

E de divertimento, dia após dia.

Protege-os do mal de uma vida dura,

Deixa que viva no encanto da sua fofura.

Abençoa (…nome do animal…), com carinho do teu coração

Oh, Bondosa Reia, ouve a minha oração!


Proteção psíquica para animais de estimação

Um anel de hematite preso na coleira do seu cão ou gato, protege o animal de ataques psíquicos.


Ritual de Passagem para Animais de Estimação

A perda de um animal de estimação provoca em nós um sofrimento muito grande. Se tivermos de o fazer por opção, (eutanásia), provoca em nós um sentimento de culpa e um remorso insuportável.

Este ritual que se segue é útil para enfrentar o sentimento de culpa, o remorso e a tristeza associados à morte dos nossos bichinhos queridos. Ajuda também a encaminhar os nossos animais em paz para a Terra do Verão.

Vai precisar:

Incenso de Sândalo

Uma vela Branca

Uma vela para a(s) Divindade(s)

1 Flor da sua preferência

Um Quartzo Rosa

Vinagre

Mel

Prepare o local onde vai fazer o rito e Acenda a(s) vela(s) a(s) Divindade(s), o incenso e saúde a(s) Divindade(s) dizendo:

Venho agora ter com vocês para que me liberteis

Desta dor e de todos os predadores emocionais

Que atormentam tão brutalmente o meu coração.

Afastai-os de mim! Libertai-me desta prisão!

Ascenda a vela branca, (*oferecendo-a ao seu animal de estimação), Pegue na flor e dê-lhe o nome do seu bichinho querido. Segure-a na mão, acaricie-lhe as pétalas e fale ao seu animal com amor e honestidade. Se foi caso de eutanásia, explique-lhe os seus motivos para por fim ao seu ciclo de vida, que foi para seu bem etc. Caso contrario é altura para lhe dizer a solidão que sente com a sua perda.

Coloque a flor sobre o altar e ponha o Quartzo Rosa por cima. Diga ao seu animal que para si passará sempre a ser representado pela pedra, e explique que ele ou ela esta livre para seguir para a Terra de Verão, para poder voltar a renascer. Diga:

Pequenino(a), agora és livre de te afastar,

Alegra-te e brinca, o momento acaba de chegar

Em que o teu espírito o seu caminho empreenderá.

Diverte-te, sê feliz! O teu amor aqui permanecerá.

Medite sobre o espírito do seu animal a seguir o seu caminho, para o aconchego dos Deuses… Depois ponha uma gota de vinagre sobre a língua para representar a amargura que sentimos com a perda de um ser amado.

Dedique algum tempo para chorar e libertar-se de todos os sentimentos de dor dentro de seu coração. Liberte-se das emoções de uma vez por todas.

Quando sentir-se mais aliviado que já não tem mais lágrimas para verter, prove o mel e então alegre-se, celebre a relação que teve com o seu animal. Lembre-se de todos os bons momentos que passaram juntos, o amor que partilhavam e o papel que ele ou ela desempenhava na sua vida. Pense na liberdade em que ele se encontra agora e como deve estar feliz por poder correr voar saltar brincar em paz…

Agradeça a(s) Divindade(s) a sua presença reconfortante. Retire-se com respeito. Quando as velas tiverem ardido até ao fim, pegue no mel e na flor e deite em água corrente, num rio ou um ribeiro, despeça-se dela com carinho enquanto ela flutua para longe. Ofereça o mel aos seres da água. Guarde a pedra em sua casa num local seguro.

*Uma vela nunca deve ser acesa em vão! Mencione sempre o fim para o qual acende a luz, caso seja só para iluminação diga algo como “Faça-se luz na escuridão”, neste caso pode dizer “faça-se luz em nome (…nome do animal…).

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Deusas Celtas


Ahes Ou Dahut – Deusa celta do amor e da sexualidade

Ailinn - Deusa celta do amor e da fertilidade

Aima - A Grande Mãe celta da antiga Espanha, regente do céu e dos planetas, equivalente a Binah da Cabala

Aine - Deusa solar celta, regente do amor, da sexualidade, da natureza e da boa sorte

Akurime - Deusa celta da vida, da beleza e do amor

Andraste - Deusa celta da guerra, “A Invencível”

Aobh - Deusa celta do tempo, senhora da névoa

Arduinna - Deusa celta guardiã das florestas

Arenmetia - Padroeira celta da águas curativas

Argante - Deusa celta da saúde e da cura

Arian - Deusa celta da abundância e do bem-estar

Basihea - Deusa celta ndo céu, dos pássaros e das viagens

Blathnat - Deusa celta da sexualidade e da morte

Blodewedd - Deusa celta das flores, do amor e da magia

Boann - Deusa celta da inspiração, das artes e da fertilidade

Brighid, Brigid, Bridhit ou Brigit, Tríplice deusa celta presidindo a cura, as
artes, a magia, padroeira do fogo e do lar, semelhante à romana Vesta e à grega Héstia

Cailleach - Deusa celta da Terra e Natureza, a Anciã ancestral da Escócia

Carman - Deusa celta da guerra

Cathubodua - Deusa celta da guerra que assumia a forma de corvo durante as batalhas

Ceadda - Deusa celta das fontes

Cerridwen - Deusa celta dos grãos, da inspiração e da sabedoria, detentora do caldeirão da transmutação

Clidna - Deusa celta das ondas do mar

Cliodhna - Deusa celta da beleza e sedução

Cliodhna - Deusa celta da beleza e da eloqüência

Coventina - Deusa celta da água, semelhante a Boann, Belisama, Sinann e Sulis Domnia Padroeira celta dos menires e das pedras

Druantia - Padroeira celta das árvores

Epona - Deusa eqüina celta, adotada pelos romanos, protetora dos cavaleiros e dos animais

Etain - Deusa eqüina e solar celta

Fand - Deusa celta do mar, do amor, do prazer e da cura

Grainne - Deusa celta da luz solar e do amor

Habonde - Deusa da abundância, de origem celta e germânica, semelhante a Abundita e Fulla

Inghean Bhuidhe - Deusa celta do verão

Ker - Deusa celta dos cereais e da colheita

Latiaran - Deusa celta da colheita, irmã de Inghean Bhuidhe (do verão) e de Lasair (da primavera)

Macha - Deusa tríplice celta, formando juntamente com Badb e Neman a personificação da guerra

Mari - Deusa celta dos bascos, presidia a chuva e punia os ladrões e os mentirosos. Também uma deusa hindu da morte, identifcada com Durga

Mocca - Deusa celta da Terra

Morgen Ou Mogan Le Fay, Deusa celta da Água, rainha das Fadas, Senhora de Avalon

Nehelennia - Deusa celta, guardiã dos caminhos

Nemetona -Deusa celta da guerra e dos bosques sagrados

Sulis - Deusa celta da cura, considerada um aspecto da deusa Brighid e da deusa Minerva

Tlachtga - Deusa celta dos raios e das revelações súbitas

Três Mães Ou Três Matres, Deusas celtas doadoras da vida e da morte, reverenciadas pelos ciganos como “As três Marias”

Yngona - A grande mãe dos celtas

domingo, 22 de novembro de 2009

Filosofando


"A magia existe desde que o mundo foi criado, junto com os primeiros habitantes do planeta sua evolução e seus princípios naturais são objetos de nossos estudos. A palavra Bruxa deriva do grego antigo “Brouchos”, que significa Larva de Borboleta, ou seja, seres dispostos a uma metamorfose, transformação dentro e fora de si. Bruxaria é a Filosofia que estuda esta transformação, qualquer termo contrario a este é pura especulação."

Oráculo dos Cristais


ESSE ORÁCULO COM CRISTAIS ESPECIFICOS ATRAI PROSPERIDADE. DÁ PISTA SOBRE O QUE PODE ESTAR BLOQUEANDO O FLUXO DE BOAS ENERGIAS PARA SUA VIDA E COMO PODERÁ TRABALHAR COM CADA PEDRA PARA QUE O SUCESSO ALCANCE A PESSOA E NUNCA MAIS A LARGUE


♦ MODO DE CONSULTA:

♠ FORMULE A PERGUNTA RELACIONADA AO ASPECTO FINANCEIRO OU PROFISSIONAL. EM SEGUIDA, OLHE PARA CADA CRISTAL E ESCOLHA O QUE MAIS LHE CHAMAR ATENÇÃO (O QUE VALE É A PEDRA E NÃO A JÓIA OK?). DEPOIS, LEIA O TEXTO CORRESPONDENTE.

SE SUA QUESTÃO FOR RELATIVA A ALGUMA DIFICULDADE, ESCOLHA UM SEGUNDO CRISTAL E LEIA O TEXTO DOS BLOQUEIOS

ANTES DE UTILIZAR O CRISTAL DE SUA ESCOLHA, LIMPE-OS COM AGUA CORRENTE E FAÇA A ENERGIZAÇÃO COM A EXPOSIÇÃO DOS CRISTAIS AO SOL, DURANTE 6 HORAS. A ATIVAÇÃO DO CRISTAL SÃO FEITAS QUANDO PEDIMOS O QUE DESEJAMOS QUE ELE NOS ATRAIA.


♦ CRISTAIS USADOS NO ORÁCULO

1 - SAFIRA AMARELA

2 - PEDRA DO SOL

3 - ESMERALDA

4 - OLHO DE FALCÃO

5 - PIRITA

6 - OLHO DE GATO

7 - JADE

8 - QUARTIZO OLHO DE TIGRE

9 - CITRINO

10 TOPÁZIO IMPERIAL


1 - SAFIRA AMARELA - É O CRISTAL IDEAL PARA CLAREAR E ESTIMULAR O INTELECTO, REFOÇAR HABILIDADES PESSOAIS E NOS DAR UMA VISÃO AMPLIADA A RESPEITO DO NOSSO FOCO EM DIREÇÃO AO SUCESSO. PARA AUMENTAR O FLUXO DE DINHEIRO, PODE SER COLOCADO DENTRO DO CAIXA DE SUA EMPRESA OU MESMO NUMA GAVETA DE SUA CASA

• BLOQUEIOS PREPARE UM ELIXIR COM A SAFIRA AMARELA POIS IRÁ EQUILIBRAR SEU SISTEMA GLANDULAR E ACALMAR OS NERVOS, PARA QUE NOVINHO EM FOLHA, POSSA CONTINUAR CORRENDO ATRÁS DE SEUS OBJETIVOS. (FAÇA UM CHÁ DE CAMOMILA E PONHA ESSE CRISTAL, 3 MINUTOS DENTRO DO CHÁ E RETIRE-O E TOME ESSE ELIXIR DURANTE 14 DIAS, À NOITE.


2 - PEDRA DO SOL - COMO O NOME INDICA, ESTÁ ASSOCIADA AS QUALIDADES SOLARES DA ILUMINAÇÃO, ALEGRIA E ENTUSIASMO. UMA VEZ PROGRAMADO, PODERÁ SER UM TALISMÃ PARA ATRAIR SUCESSO, RECONHECIMENTO PROFISSIONAL, ASSIM COMO ESTABILIDADE FINANCEIRA.

• BLOQUEIOS - PARA RECUPERAR A SUA VITALIDADE, OTIMISMO E DISPOSIÇÃO INTERNA PARA LUTAR POR SEUS OBJETIVOS E PREPARE UM ELIXIR DA MESMA FORMA DO PRIMEIRO, COM A PEDRA DO SOL E A PEDRA DA LUA E TOME 3 COPOS POR DIA DURANTE 7 DIAS


3 - ESMERALDA - ESSA PEDRA TRAZ A CALMA E A INTEGRIDADE NECESSÁRIAS PARA FAZER AS ESCOLHAS CORRETAS. ELA TEM O PODER DE NOS COLOCAR EM CONTATO COM A NOSSA VERDADEIRA MISSÃO DE VIDA QUE SE EMPENHA COM AMOR E DEDICAÇÃO NOS DÁ ALEGRIA, SATISFAÇÃO INTERIOR E PROSPERIDADE.

• BLOQUEIOS: SE COLOCAR SOBRE O CORAÇÃO DURANTE 14 DIAS DISSIPARÁ A CONFUSÃO MENTAL E EMOCIONAL QUE ESTÃO IMPEDINDO QUE VOCÊ PERCEBA COM CLAREZA, O MELHOR ATALHO PARA CUMPRIR SUAS METAS.


4 - OLHO - DE FALCÃO - EXCELENTE PARA NOS MANTER CONECTADOS COM NOSSOS PROPÓSITOS E OBJETIVOS FINANACEIROS, POIS ELE NOS DÁ DETERMINAÇÃO, ALÉM DE ANULAR PENSAMENTOS NEGATIVOS.

• BLOQUEIOS: SUA CONSCIÊNCIA A RESPEITO DE SEUS TALENTOS E HABILIDADES PARA CONSEGUIR CONCRETIZAR TODOS OS SEUS IDEAIS, PODERÁ SER AUMENTADO SE UTILIZAR A PEDRA COMO SEU AMULETO, TODO DIA. AO ACORDAR PEGUE O CRISTAL, CONECTE-SE COM ELE E ENCHA-O DE PROSPERIDADE, PEDINDO QUE ELE DEVOLVA ESSAS ENERGIAS AMPLIADAS.


5 - PIRITA - TEM A QUALIDADE DE NOS CONECTAR COM O PLANO DO ESPÍRITO E AUMENTAR AS PERSPECTIVAS DE BEM-ESTAR EMOCIONAL, MENTAL E FÍSICO. COLOQUE UMA NA MESA DE TRABALHO PARA ATRAIR BOAS OPORTUNIDADES.

• BLOQUEIOS - PARA TRAZER ABUNDÂNCIA PARA SUA VIDA DE SUA FAMILIA E DOS AMIGOS, FAÇA O SEGUINTE: COM UMA ESCOVINHA, ESFREGUE A PIRITA NA ALTURA DO ESTOMAGO, FAZENDO PEDIDOS DE RIQUEZA E PROSPERIDADE.


6 - OLHO DE GATO - ESSE CRISTAL FAZ COM QUE O USUÁRIO TENHA RESPOSTAS COMO AUMENTAR SUA CONFIANÇA, SERENIDADE, FELICIDADE E BOA SORTE.

• BLOQUEIOS: PARA DESBLOQUEAR SEUS CAMINHOS PEGUE 1 OLHO DE GATO E, AO LADO DELE, COLOQUE UM PAPEL ONDE ESTARÁ ESCRITO O SEU NOME COMPLETO E DE SEUS FAMILIARES COM TODOS OS SEUS PEDIDOS NA AREA FINANCEIRA. AO FINAL, AGRADEÇA A DEUS PELAS GRAÇAS QUE SERÃO ALCANÇADAS. ENROLE O OLHO DE GATO NO PAPEL E USE-O COM VOCÊ.


7 - JADE - ESSA PEDRA É ASSOCIADA A PUREZA E A SERENIDADE. TRAGA-A JUNTO A SEU CORPO PARA ATRAIR ENERGIAS POSITIVAS, PODER DE REALIZAÇÃO E SEMPRE QUE QUIZER AMPLIAR A SUA INTUIÇÃO A RESPEITO DE SEU RUMO PROFISSIONAL.

• BLOQUEIOS - PENSAR COM O CORAÇÃO É A MELHOR MANEIRA DE GARANTIR BOAS OPORTUNIDADES E SE APROXIMAR DE SEUS OBJETIVOS MAIS PROFUNDOS. ESSE CRISTAL PODERÁ AJUDA-LÁ A TER SONHOS REVELADORES SOBRE COMO CONSEGUIR MAIS ABUNDÂNCIA EM SUA VIDA


8 - QUARTZO OLHO DE TIGRE - É ESSENCIAL PARA QUEM DESEJA PRATICIDADE NA PROFISSÃO POIS AMPLIA A VISÃO DA CARREIRA E DA FORMA COMO CANALIZÁ-LA AO SUCESSO. TRAGA-O SEMPRE NA BOLSA E NÃO SE ESQUEÇA DE ENTRAR EM CONTATO COM ELE, PELO MENOS UMA VEZ POR DIA

• BLOQUEIOS - ESSA PEDRA AJUDARÁ VOCÊ A ESTABELECER SUA FORÇA VITAL E SEU BEM-ESTAR EMOCIONAL E MENTAL. PREPARE UM ELIXIR COM O CRISTA E TOME DURANTE 15 DIAS. REPITA A PREPARAÇÃO DE ELIXIR A CADA 5 DIAS.


9 - CITRINO - ESSE CRISTAL AJUDA A ATRAIR RIUQUEZA FINANCEIRA E ESPIRITUAL NO AMOR E NA SAUDE. ULTILIZE-O PARA FOCALIZAR SUAS INTENÇÕES E ALCANÇAE PROSPERIDADE

• BLOQUEIOS - SE TEM MUITA DIFICULDADE DE COLOCAR EM PRATICA SEUS PROJETOS. SAIBA QUE O CONTATO COM O CITRINO, AUMENTARÁ SUA ENERGIA PARA BUSCAR SEUS SONHOS. DEITE-SE E COLOQUE-O MAIS OU MENOS SOBRE A BOCA DO ESTOMAGO. PEÇA PARA QUE ELE CURE E EQUILIBRE ESSE CENTRO DE ENERGIA. FAÇA ISSO POR 7 DIAS CONSECUTIVOS AO ACORDAR E ANTES DE DORMIR.


10 TOPÁZIO IMPERIAL - SE SENTE QUE PRECISA COLOCAR AS EMOÇÕES E OS PENSAMENTOS EM ORDEM, ENTÃO ENCONTROU O CRISTAL CERTO. ELE AUMENTA O PODER DA REALIZAÇÃO PESSOAL.

• BLOQUEIOS - VOCÊ PODE TER DEIXADO A ANSIEDADE TOMAR CONTA DE VOCÊ, MISTURANDO SUAS ENERGIAS VITAIS. UM ELIXIR DE TOPÁZIO IMPERIAL PODERÁ ACALMAR SEU SISTEMA NERVOSO, COLOCAR SUAS IDÉIAS NO LUGAR E LHE DAR A TRANQUILIDADE PARA CHEGAR LÁ. TOME O ELIXIR COMO FOI FEITO O PRIMEIRO ELIXIR DURANTE 7 DIAS


OBSERVAÇÃO - PARA FAZER UM ELIXIR DE CRISTAL, USE UM CHÁ DE CAMOMILA OU ERVA-DOCE E COLOQUE O CRISTAL, DENTRO DO CHÁ, DURANTE 2 A 3 MINUTOS. RETIRE-O E TOME O CHÁ. COMO PODE SER SOMENTE AGUA FILTRADA OU MINERAL SEM GÁS, COLOCANDO O CRISTAL 2 MINUTOS, RETIRANDO-O E BEBENDO A AGUA (NÃO ADOCE O CHÁ)

Lua e suas Fases....


"A Lua é o Sol da noite"

A Lua sempre esteve ligada aos nossos sentimentos, a essa parte onírica que nos

invade, sem que, sobre ela, tenhamos qualquer controle.

As fases da Lua afetam toda vida existente no planeta, desde as marés dos oceanos

até o crescimento das plantas.




A Lua Nova indica começo de um novo ciclo, o nascimento da Deusa, representado por Morgana a rainha das bruxas, é o tempo de fervilhar de novas idéias; tudo fica com o contorno de perpétuo começo, e podemos sentir que as idéias surgidas nesse período crescem à medida que a Lua vai crescendo no céu. É o mágico começo da jornada rumo ao nosso centro e uma intensa vontade de criar novos projetos. É sempre bom, nesse período, anotar num caderno o turbilhão de sentimentos que nos chegam com intensidade.


A Lua Crescente representa a face virgem da Deusa, representa Rhiannon, a Donzela. Ótima fase para levar a frente os projetos feitos na lua nova, é uma fase de crescimento, de correr atrás do que acredita e quer. É uma fase excelente para o crescimento em todos os sentidos.


A Lua Cheia representa a face Mãe da Deusa, representa Brigit, A Grande Mãe, é uma fase de energia muito forte, excelente para trabalhar intuição, para realização de feitiços, rituais de qualquer espécie. O poder da Deusa está totalizado nessa fase, é aquela que aceita ou rejeita os projetos iniciados na Lua Nova.

Seu papel é da escolha, pois nela se concentram todas as energias que possibilitam avaliar nossos desejos. Nesse período, sempre sonhamos com símbolos da fertilidade, é produtivo anotar os sonhos e meditar profundamente sobre eles. É um ótimo período para procurar aquele emprego tão desejado, para tentar vender seu trabalho, enfim é o tempo de selar nossas realizações.

A Lua Minguante representa a face Anciã da Deusa, representa Cerridwen, indica o ciclo completado, representa a sabedoria, é o tempo da desintegração de algumas idéias antigas; o movimento aqui é de introspecção e recolhimento. É também o período pré-menstrual em várias mulheres.

Nesse período estamos mais pacientes e nossos atos não são mais tão impulsivos. Não é uma fase para se fazer feitiços relacionados a começos, ou eles minguarão junto com a lua, é um período para se preparar para começar tudo de novo, porém com mais sabedoria.. É tempo de reflexão...

Mãe! A Grande Deusa


O amor se fez… Tomou forma, tomou força…

Gerou alegria, sonhos, fantasias e se perpetuou

além do tempo, em varias versões,

em muitas vidas que encantaram outras vidas.

E assim…

À Grande Mãe é o universo que se recria

em todos os tempos, em novas vidas.

À Grande Mãe é o amor que se personaliza,

é a fé que a Paz concretiza,

é a alegria que dá razão à vida.

Grande Mãe, hoje é seu dia,

mas você é a razão do próprio dia existir.

Todos os dias são seus…

Todos os tempos são seus…

todo meu amor é seu.

Todo dia eu renasço para viver a alegria do seu amor

nesse nosso planeta sonho, nessa roda da vida.

Guiomar E. P. Ferreira

A Lei do Retorno


Esta é uma Lei muito conhecida e de aplicação universal, irmã gémea da Lei do Renascimento. A Lei da Conseqüência toma diferentes nomes, segundo a sua aplicação. Na física, por exemplo, é chamada de "O Princípio de Newton" ou "lei de ação e reação", assim enunciada: "uma força não pode exercer uma ação, sem, no mesmo instante, gerar uma reação igual e diretamente oposta", ou, por outras palavras, "toda causa gera um efeito correspondente".
Existem, pois, causas e efeitos. A causa é primária; o efeito é secundário. Só pode manifestar-se o efeito, se as causas entrarem em ação. Isto dá-se em tudo, por exemplo, no dar e receber. Dar é a ação; receber, a reação inevitável. Tudo que recebemos, em quantidade e qualidade, está condicionado ao que dermos, porque o efeito ou reação de receber pressupõe uma causa, uma ação.
Lembrem-se “Quem com ferro fere, com ferro sera ferido ou Quem Planta colhe!”
Se uma pessoa em um ato de legitima defesa subtrair(ceifar) à vida do seu agressor, ele também estará sujeito a lei do retorno. Pois não existe certo e errado, existe apenas ação e reação ( o que fazemos de bom retorna 3x mais,o que fazemos de mal também volta 3x mais. Oque fazemos em vida, pagamos em vida! Lembre-se ao deixarmos essa existência entramos em seguida na Rora da vida ou das encarnações.

Seja abençoado !



Por: Fernando Figher.·.

O Poder doDespertar da Bruxa


Do nada e de repente, no meio de todos os seus medos e numa crise de insanidade, a sensação é estranha, você para e uma voz dentro da sua cabeça grita - Chega!
Sim, chegou a hora de despertar.
E o despertar de uma bruxa não está somente nos seus poderes mágicos, mas também no seu amadurecimento.
Basta chorar muito, mas muito. E neste choro lavar a alma, sentir no choro que realmente precisa libertar sua força interior e recomeçar.
E, como uma criança acalmando, após este ataque de choro, você pisca seus olhos, e começa a olhar o mundo com olhos novos.
Este é o seu despertar. Esta é a sensação de que você vai reformular sua vida e conquistar sua felicidade.
É perceber que é hora de parar de esperar alguma coisa acontecer como um milagre e mudar você mesmo(a) seu destino.
Mas o mundo real existe, e ele está ali, e você precisa aceitar e adaptar o rumo que convém para não ter atritos.
Aprenda a reconhecer quando está errada e de construir pontes em vez de paredes.
Sua força interior é comandada por você, e se não agitar como se fosse uma garrafa de refrigerante, nunca irá explodir suas realizações.
Não faça de seu ânimo como se faz com dietas, começo segunda-feira e na primeira besteira que comer, desiste.
Às vezes mudanças demoram a surtir efeitos, mas quando feitas com seu poder e força, acontecem e é muito gratificante.
Deixe despertar a Bruxa ou o Bruxo dentro de você!
Deixe seu poder de conquistas fluir!
Só você tem este poder!

Horóscopo das Deusas Celtas


ÁRIES

MORRIGAN (Deusa da Guerra)

Morrigan, soberana, ardente e carismática, favorece essas virtudes nos orgulhosos arianos. Incita-os a recuperar a soberania sobre suas próprias vidas, convertendo-os em donos de seu próprio destino.Morrigan possui inúmeros poderes e quando invocada ajudará a todos, principalmente às mulheres, a realizar sua própria magia.Use sua forma como a de corvo ou gralha (figuras ou imagens), e velas pretas como uma ferramenta mágica.Jóias: prata, ouro, aço ou ferro.Cor da roupa: branca, azul, vermelha ou preta.Óleos: hissopo, pinho, óleo do amor, óleo de Cerridwen.Ervas: urtiga, manjerona, pimenta, cominho, coentro.Pedras: Ágata de fogo, topázio, granada, turmalina rosa, jaspe vermelho, hematita, quartzo branco, ametista.Ritual de protecção: Vista uma peça de roupa íntima vermelha nas terças-feiras ou queime um incenso de absinto e uma vela negra.


TOURO

ARIANRHOD (Deusa do Lar)

Na tradição celta, essa Deusa se apresentava de dupla forma, como Virgem e Mãe, Padroeira da Lua, da Noite, da Sexualidade, da Justiça, da Magia e do Destino. Mais tarde, é apresentada como uma Deusa-Mãe, girando a Roda de Prata e transformando-a em uma barca lunar.Como sua Deusa regente é um tipo de Deusa do Lar, que deseja que sua casa seja aconchegante e cheia de amor.É importante lembrar que cada aspecto da Deusa representa um aspecto que você pode reconhecer dentro de si mesma. A conexão com a Deusa Arianrhod poderá lhe ajudar a compreender a tarefa histórica da iniciação feminina.Arianrhod chega na vida da taurina para revelar-lhe a visão do Jardim do Éden Universal, a sua ilha Avalônica Celestial.É uma visão de harmonia e de totalidade. É também, uma visão de justiça entre raças e espécies, onde os dons da vida são incrivelmente bons, embora mortais e efêmeros e, onde você poderá libertar sua afinidade emocional com a natureza.Jóias: ouro e cobre.Cor da roupa: rosa, verde, marrom ou bege.Óleos: cidró, poção do amor, óleo de Cerridwen, rosa, nérole, gardênia.Ervas: flor de maçã, bétula, amora-preta, erva-dos-gatos, margaridas, urze.Pedras: Água marinha, coral, esmeralda, kunzita, lápis-lazuli, quartzo rosa, amazonita, quartzo branco, ametista.Ritual de protecção: Vista uma peça do vestuário na cor verde-claro nas sextas-feiras.


GÊMEOS

MAEVE (Deusa da Caça e da Guerra)

Das figuras femininas da Irlanda, Maeve é a mais espectacular. Ela era a Deusa soberana da Terra com seu centro místico em Tara. Com o passar do tempo à cultura irlandesa mudou sob a influência cristã e então, Maeve foi reduzida a uma mera rainha mortal. Mas nenhuma mortal poderia ter sido como ela, "intoxicante", uma mulher "embriagante", sedutora, que corria com os cavalos conversava com os pássaros e levava os homens ao ardor de desejo com um mero olhar.Ela é a Rainha de Connacht, simboliza o poder feminino e é a personificação da própria Terra e sua prosperidade.Maeve ajuda a ativar o gêmeo-selvagem que vive dentro de você, permitindo que ele lhe traga grandes surpresas no amor e no trabalho.Essa Deusa reforçará seu espírito inovador, ágil e audaz.Pedras: Ágata, coral, crisoprásio, topázio, citrino, olho-de-tigre, quartzo branco, ametista.Jóias: prata, estanho ou platina.Cor da roupa: cinza, azul ou cor de alfazema.Óleos: sândalo, jasmim, olíbano.Ervas: dulcamara, cariz, cedro, madressilva, alfazema, valeriana.Pedras: Ágata, coral, crisoprásio, topázio, citrino, olho-de-tigre, quartzo branco, ametista.Ritual de Protecção: abuse das bijuterias de prata e acenda uma vela cinza todos os sábados para limpar seu campo astral.


CÂNCER

DANA (Deusa Tríplice do Lar e da Família)

Também conhecida como Danu, é a maior Deusa Mãe da mitologia celta. Seu nome "Dan" significa conhecimento, tendo sido preservada na mitologia galesa como a Deusa Don, enquanto que outras fontes equipararam-na à Deusa Anu. Na Ibéria, a divindade suprema do panteão celta é considerada à senhora da luz e do fogo. Era ela que garantia a segurança material, a protecção e a justiça.Dana é uma Deusa Tríplice Estelar que governava muitas tribos. Invoque-a a uma estrela e ela procurará em todos os lugares um amor para você.Deixe a energia do céu agir dentro de você e se entregue às suas mais simples sensações e às suas mais complexas abstracções.Jóias: prata, ouro, platina.Cor da roupa: preta, roxa, azul-claro, prata ou cinza.Óleos: sândalo, jasmim, óleo de Cerridwen, olíbano, mirra.Ervas: rosa silvestre, coentro, anis-estrelado, nenúfar, língua de víbora, rizoma de lírio.Pedras: Turmalina verde, crisoprásio, aventurina, pedra da lua, turmalina rosa, opala, rodocrozita, quartzo branco, esmeralda, ametista.Ritual de protecção: Acenda três velas brancas para a Deusa Donzela, três velas rosas para a Deusa Mãe e três velas amarelas para a Deusa Anciã, rezando sempre:"Deusa das três faces, traga-me o Dom da Lua! No crescente, dê-me coragem; no cheio me preencha de amor; no minguante, sabedoria, virtude e magia!.


LEÃO

MACHA (Deusa da Soberania)

A Deusa Macha foi adorada na Irlanda mesmo antes da chegada dos celtas. Ela é uma Deusa Tríplice associada com Morrigan a Deusa da guerra e da morte. É ligada também a Dana no aspecto de fertilidade da mulher. Seu pai era o "Aed, o vermelho" e sua mãe era Ernmas (druida feminina).Macha é a Deusa-Cavalo que encarna essencialmente o espírito solar, por isso, o meio-dia, hora na qual o Sol está no zênite, é a melhor hora para invocá-laÉ ela que a ajudará a dar um maior realce no seu astral, atraindo riqueza, sucesso e mais dinamismo para a vida das leoninas.Jóias: ouroCor da roupa: amarela, laranja, vermelha ou ouro.Óleos: olíbano, ligústica, heliotrópio, pimenta-da-jamaica, amêndoa.Pedras: Citrino, ágata, turmalina rosa, granada, topázio, quartzo dourado, quartzo branco, ametista.Ritual de protecção: Use uma peça do vestuário amarela em uma Quarta-feira.


VIRGEM

BRIGID (Deusa da Sabedoria e das Artes)

Brigid é a donzela eternamente jovem, que cura as enfermidades, purifica nosso lar, nos defende dos perigos e coloca palavras na boca dos poetas.Brigid ajuda as nativas de virgem a realizarem suas loucuras mais secretas.Está mais do que na hora de você ter uma vida mais interessante, com as energias e a criatividade dessa Deusa. Ponha em prática todos seus sonhos.Jóias: platina e ouroCor da roupa: azul, preta, prata ou rosa.Óleos: cravo, poção do amor, alfazema.Ervas: avenca, calicanto, ginseng, mandrádora, verbena.Pedras: Ágata, citrino, amazonita, hematita, quartzo azul, quartzo fumê, aventurina, quartzo branco, ametista.Ritual de Protecção: Acenda um incenso de verbena em uma quarta-feira.


LIBRA

BRANWEN (Deusa do Amor)

Brandwen é a Deusa galesa do amor e da beleza, similar a nossa tão conhecida Afrodite. É considerada a Vênus dos mares do norte. Ela é uma das três matriarcais da Grã-Bretanha, junto com Rhiannon e Arianrhod e a principal Deusa de Avalon. Em algumas lendas arturianas, Branwen é considerada a Dama do Lago.A libriana é própria reencarnação da Deusa Brandwen. Por via de regra, não gostam de ir a lugares barulhentos, confusos ou perturbadores, mas adoram música, arte e design.Toda a libriana tende a ter vidas domésticas estáveis e a apreciar suas casas, jardins, apartamentos.Esta Deusa aparece na vida da libriana para fortalecer a conexão com a sua própria essência.A busca desta Deusa ajudará a apreciar o seu próprio poder, habilidade e beleza.Honrando Branwen você celebrará com muito amor todos os momentos de sua vida.Reverenciar Branwen e seus princípios femininos a colocará em contacto directo com a magia da natureza e de todas as criaturas.Jóias: Prata ou cobre.Cor da roupa: bege, marrom, ferrugem ou verde.Óleos: flor de maçã, poção do amor, gerânio rosa, urze.Ervas: hibisco, morango, tanásia.Pedras: Berilo, esmeralda, quartzo rosa, malaquita.Ritual de Protecção: Todas às sextas-feiras use uma roupa de cor rosa ou acenda um incenso de rosas.


ESCORPIÃO

CERRIDWEN (Deusa da Fertilidade)

Para os galeses, Cerridwen é uma Deusa Tríplice (donzela, mãe e mulher idosa), cujo animal totêmico é uma grande porca branca. Ela é a mãe que conserva todos os poderes da sabedoria e do conhecimento. Ela é a Deusa que devemos reverenciar nos momentos de dificuldades e anulação de qualquer tipo de malefício. Ela é a Deusa do caos e da paz, da harmonia e da desarmonia.Associa-se a morte, a fertilidade, a inspiração, a astrologia, as ervas, os encantamentos, o conhecimento.A mulher de escorpião, do mesmo modo que sua Deusa regente, nunca se enquadra no meio termo: podem ser refinadas ou não. Tendem também a serem apaixonadas por tudo que fazem e possuem um forte espírito de liderança.Com Cerridwen como aliada, as nativas de escorpião fazem e acontecem, portanto use seu potencial para dar continuidade aos seus projectos de vida que já estão em andamento.Jóias: ouro e prataCor da roupa: vermelha, preta ou branca.Óleos: Poção do amor, sangue do dragão, almíscar, patchulli.Ervas: damiana, dedaleira, lúpulo, trigoPedras: obsidiana, quartzo claro, turmalina preta.Ritual de protecção: Toda as terças-feiras use uma peça do vestuário na cor vermelha.


SAGITÁRIO

SADBH (Deusa da Caça)

Sadbh é a Deusa da Caça e a Senhora de todos as coisas selvagens. Todas as mulheres que possuem esse arquétipo muito activo, são independentes, têm pensamento próprio e são emancipadas.A Sagitariana, como a sua Deusa regente é ativa, jovial, gosta de esportes, está sempre a mil. Elas preferem encontros excitantes, aventureiros, atléticos e ao ar livre, em vez de bombons e flores. Esquemas gentis e românticos tendem a não impressioná-la. Com o temperamento regido pelo fogo, gosta de discordar dos outros, apenas para ter a sensação de liberdade e, até mesmo nas questões do coração, sempre querem ter a última palavra.A Deusa da Caça avisa que com ela sua vida será repleta de emoções e você deve se aprontar para encarar essas mudanças de frente.Deixe as coisas rolarem e aprenda com seus erros e acertos, pois você só crescerá se tiver à coragem de aceitar os desafios.Jóias: estanho, prata, ouro ou zinco.Cor da roupa: azul real, roxa, turqueza ou rosa.Óleos: canela, cravo, jasmim, óleo de Cerridwen, óleo do dinheiro.Ervas: henna, potentia, dente-de-leão, magnólia, asclépia, mirra, estramônio.Pedras: lápis-lazíli, ametista, crisocola e safira.Ritual de Protecção: Acenda um incenso de jasmim por sete dias seguidos.


CAPRICÓRNIO

SCÂTHACH (Deusa da Soberania)

A Deusa Scâthach era conhecida como "a Mulher que semeia o Medo". Deusa cujo reino era a Ilha de Skye (Sombra), onde treinava os jovens nas artes bélicas e na caça.Scâthach ensinou a Cuchulainn as técnicas de guerreiro e também os mistérios do sexo. De acordo com a lenda, ela ofereceu-lhe "a amizade das coxas". Toda a guerreira celta era conhecida como uma furiosa amante erótica, mesmo podendo ser uma temível inimiga.De modo igual à Deusa Scâthach a capricorniana é capaz de governar o mundo e sempre se sentirá atraída por homens fortes e masculinos, que praticam musculação ou exercitam-se intelectualmente. Ela precisa de um homem que tenha físico e cérebro.Scâthach ajudará você capricorniana, a se proteger de pessoas violentas ou ameaçadoras e lhe dará forças para um recomeço de vida.Jóias: ouro, prata, aço, ferro e estanho.Cor da roupa: roupa bege, marrom ou ferrugem.Óleos: almíscar, amor-perfeito, cereja, rosa e abricó.Ervas: flor de maçã, bergamota, amora-preta, bardana, cacau, sabugueiro, hidraste, azevinho, hera, confrey e acônito.Pedras: alexandrita, carvão, geode e kinzita.Ritual de Protecção: Use perfume com essência de rosas toda vez que desejar activar a Deusa para ajudá-la em questões relacionadas a conquistas amorosas ou trabalho novo.


AQUÁRIO

RHIANNON (Deusa das Profundezas e do Outro Mundo)

A Deusa-Égua gaulesa do Inferno, Rigatona ou Ringatona (Itália), Epona (Gália), Bubona (Escócia), Grande Deusa Branca eram alguns dos nomes originais de Rhiannon.Seu nome significa "Divina Rainha das Fadas", sendo considerada uma Deusa da Lua. É também conhecida como a Deusa dos pássaros, dos encantamentos, da fertilidade e do submundo. Ela se identifica com a noite, a emoção, o sangue, o drama.Podemos identificar Rhiannon nas aquarianas, pois como Deusas-Fadas, também gostam do incomum, do alternativo e do estranho. Toda aquariana é uma exploradora, sempre procurando terrenos novos e interessantes a desbravar.Rhiannon deve ser invocada em feitiços que envolvam estrelas e práticas astrológicas.Jóias: Use prata ou cromo em seus ritos.Cor da roupa: cor de alfazema, preta ou branca.Óleos: abricó, limão, ópio, laranja e pêssego.Ervas: noz-moscada, mandrágora, chicória, bardana, ébano, arruda.Pedras: opala, quartzo rutilado, quartzo claro, azeviche.Ritual para protecção: Acenda um incenso de violeta ou use a cor branca todos os sábados


PEIXES

BLODEUWEDD (Deusa do Amor e da Beleza)

Blodeuwedd é uma Deusa feita de flores que representa a beleza natural e vai ajudar você a perceber sua própria beleza natural. Vai ajudá-la também a escolher entre dois amores. Os domínios da Deusa Blodeuwedd abrangem todas as questões relacionadas ao amor, à beleza e à sedução.As mulheres que possuem esse arquétipo activo, gostam de se apaixonar e de fazer amor. Fisicamente, irradiam grande atracção sexual. Quando chegam em qualquer lugar, os olhos masculinos não deixam de percebê-las. Os mistérios e rituais de amor são seus domínios e elas podem passar um bom tempo tramando e planejando seus casos. Entretanto, quando se desilude, é capaz de abrir mão do romance rapidamente.Todas nós experimentamos a influência da Deusa Blodeuwedd quando ovulamos, quatorze dias antes da menstruação. Essa é também a época mais propícia para realizarmos um ritual em sua homenagem, ou para ativá-la.Com a ajuda de Blodeuwedd, as piscianas poderão mergulhar ou surfar num mar de flores e viverão momentos emocionantes. As coisas ruins só "abatem" se encontrarem eco em você.Jóias: platina, estanho, latão ou ouro.Cor da roupa: verde claro, esmeralda, rosa, cor de alfazema, preta, branca, cinza e roxa.Óleos: lótus, lírio, patchulli, hissopo, lima, mirra, fava de cumaru e jasmim.Ervas: agrião, alga, folhas de parreira, lobélia, artemísia, narciso e salgueiro.Pedras: ametista, safira, pedra da lua, conchas do mar, água-marinha, jaspe sanguíneo e quartzo azul.Ritual de Protecção: carregue sempre uma pedra da lua com você.

Velas e sua Formas....


Os quatro elementos da natureza estão presentes na vela: a água da parafina, a terra do pavio, o ar que permite a combustão e o fogo que acende. Veja quantas características temos em um vela. Além das cores, também temos os formatos:

Vela de Pirâmide:
Firmeza, realizações, matérias, canalização.

Vela da Lua:
(Meia Lua) Representa a água. E relacionado aos sonhos e as fases da Lua. Serve para acentuar sua energia intuitiva. E para romances.

Cones Triangulares ou hexagonais:
Quando apresentam ângulos agudos geram uma energia de luta e
combate. Pode-se usar para vencer uma concorrência ou para superar o
alguém em uma disputa comercial ou judicial. As velas triangulares simbolizam o equilíbrio dos três planos: Físico, emocional e espiritual.

Velas Cônicas:
São voltadas para cima e geram a sensação de superação dos limites. O
desejo de elevação do homem ao universo, sua comunicação com o cosmos. Seu crescimento, orientação e purificação espiritual.

Velas Quadradas:
Simbolizam estabilidade material, usada quando buscamos firmar,
cimentar algo prático e objetivo. Agrega solidez e força. Seus lados
iguais representam os quatro elementos:Terra, Água, Fogo, Ar.

Velas Redondas:
Simbolizam mudança, a busca. E a energia mais pura do astral que só a mente
superior alcança. Serve para revigorar uma situação que se encontra
adormecida. Uma carga de energia muito grande.

Velas Estrela de Cinco Pontas:
É o símbolo do homem preso na matéria. Usa os atributos ao pentagrama. Representa o carma.

Velas espiraladas:
Usada para buscar maior objetividade em assunto em que a fantasia está
misturada com a realidade. As que apresentam a forma de caracol são
usadas para claridade mental e sabedoria interior.

Velas com mel:
Sugerem doçura e harmonia. Indicadas para adoçar desejos de sintonia
do casal e para criar bons laços de trabalho.

Velas com símbolos orientais:
A maioria deles são indicados para a prosperidade, sabedoria, saúde,
paz e amor. Enquanto se queimam, vão ativando as energias destes símbolos nos setores de nossa vida.

Velas Flutuantes:
Somente se utilizam para propósitos sentimentais e romanticos. Devem ser acesas durante o dia buscando a energia solar. Para acendê-las à noite,
basta colocar o recipiente com a água em pleno sol por cerca de duas
horas.

Pequeno Feitiço comtra o medo


Desenhe um boneco numa folha, recorte-o e escreva nele qual é o seu medo...Em seguida, as 7h da Noite, acenda uma pequena vela cor-de-rosa e queime o boneco dentro de um cálice transparente deixando a fumaça seguir em direção à lua.Diga então para a lua e para você mesmo(a): “Eu sei que esse medo é de papel.Preciso me livrar dele agora, mas peço à lua que o receba, em fumaça e guarde-o para quando eu precisar dele, não para me assustar, mas para me alertar!

sábado, 21 de novembro de 2009

Cânticos Sagrados


Os cânticos listados aqui são tradicionalmente usados em rituais.
A autoria está especificada abaixo do título da canção.


Mãe, Eu te Sinto
Versão: Mavesper Cerridwen


Mãe eu te sinto sob os meus pés
O seu coração eu posso escutar
Mãe eu te sinto sob os meus pés
O seu coração eu posso escutar

Heya heya heya, Yaheya heya ho.
Heya heya heya heya heya ho. (2x)

Mãe eu te sinto sob os meus pés
O seu coração eu posso escutar
Mãe eu te sinto sob os meus pés
O seu coração eu posso escutar

Heya heya heya, Yaheya heya ho. Heya heya heya heya heya ho. (2x)

Isis, Astarte, Diana, Hécate, Demeter, Kali, Inanna. (2x)

Heya heya heya, Yaheya heya ho. Heya heya heya heya heya ho. (2x)

Somos o Povo antigo, o novo
O povo juntos de novo. (4x)

Heya heya heya, Yaheya heya ho. Heya heya heya heya heya ho. (2x)

A Deusa está na Terra, a Magia está no ar. (Até elevar o cone)


Vou banindo
Versão: Claudiney Prieto


Vou banindo pela Terra e Ar
Vou banindo pelo fogo e mar
Vou banindo, vou banindo pra purificar
Vou banindo, vou banindo pra exterminar

Espiral, Espiral, Espiral
Sugue o que há de ruim
Leve todo mal


Cante para a Mãe Terra
Versão: Claudiney Prieto


Heya, heya, heya ho
Heya, heya, heya ho
Heya, heya, heya ho
Cante para a Mãe Terra

Ya, yaha ha
Ya, yaha ha
Ya, yaha ha
Cante para o céu


Ar eu sou
Versão: Claudiney Prieto


Ar eu sou
Fogo eu sou
Água Terra e Espírito eu sou


Ho espírito
Versão: Claudiney Prieto


Ho Espírito da Terra
Traga seu poder e força

Ho Espírito do Ar
Traga luz pra iluminar

Ho Espírito do Fogo
Traga coragem e vigor

Ho espírito da Água
Traga fluidez e amor


Sou firme como a rocha
Versão: Claudiney Prieto


Sou firme como a rocha, um porto seguro
Velho como a pedra, forte como o mar
Protegido como o seixo no ventre da Terra
E a água que flui em mim


Lua Mãe Lua


Lua, Mãe Lua, Alta lá no céu.
Conta teus segredos
Tira o teu véu

Lua, Mãe Lua, Prata Radiante,
Sussurra para mim
Venha neste instante.


Ar move, fogo transforma
Versão: Claudiney Prieto


Ar move
Fogo transforma
Água forma
Terra cura
E a Roda vai girando, vai girando
E a Roda vai girando, vai…



A Terra é Nossa Mãe

Versão: Roden Conall


A Terra é nossa Mãe, devemos cuidar dela,
A Terra é nossa Mãe, devemos cuidar dela.
Hey Yanna Ho Yanna Hey Yon Yon, Hey Yanna Ho Yanna Hey Yon Yon

O Solo é sagrado, e sobre Ele eu ando,
O Solo é sagrado, e sobre Ele eu ando.
Hey Yanna Ho Yanna Hey Yon Yon, Hey Yanna Ho Yanna Hey Yon Yon

A Terra é Nossa Mãe, e cuidará de Nós,
A Terra é Nossa Mãe, e cuidará de Nós.
Hey Yanna Ho Yanna Hey Yon Yon, Hey Yanna Ho Yanna Hey Yon Yon


O espírito das plantas
Autoria: Lisa Thiel
Versão: Claudiney Prieto


O Espírito das plantas vem à mim
Na forma de uma verde donzela que dança

Os seus olhos me enchem de paz, sua dança me enche de paz

O Espírito das plantas vem à mim
E me abençoa com sua grande paz


Donzela, Mãe e Anciã
Versão: Claudiney Prieto

Amada Caçadora Ártemis, Ártemis
Donzela, venha a nós

Resplandecente Deusa Lunah, Lunah,
Mãe, venha à nós

Transformadora e sábia Hécate, Hécate
Anciã, Venha á nós


Eu sou a Deusa
Inspirado na invocação do Goddess Grace
Melodia: Claudiney Prieto

Eu sou a Deusa dos dez mil nomes
E infinitas possibilidades

Todos os poderes Dela são meus
Todos os poderes Dela estão em mim


O que me sustenta
Versão: Claudiney Prieto


O que me sustenta é o amor da Grande Mãe
O amor da Mãe

Sendo o que eu sou
Fazendo o que eu faço
Pensando o que eu penso

Pronumciando o nome de cada Sabbath





Sabbath (sabá)

Nome das datas festivas na roda do ano.

Samhaim: "sôu-êin"

Yule: "iúle"

Imbolc: "imbôlc"
Ostara: "ostára"

Beltane: "beltêine"

Litha: "líta"

Lammas: "lâmas"

Mabon: "mêibon"



Qual a importância da celebração dos sabás?

- a sua conexão com a Natureza;
- a prática da religião;
- introspecção;
- auto- conhecimento;
- percepção do mundo à sua volta;
- celebrar a mudança das estações;
- vivência dos ciclos;



Dentre muitos outros fatores. São inúmeros.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Varetas Saxônicas


Método Premonitório Wicca

Pesquisar o futuro... Procurar descobrir o que está escondido nas sombras do amanhã... Isto é algo que sempre atraiu a humanidade em geral, "apesar de, na minha opinião, o passado sempre será mais importante, pois, conhecer nossas origens, nossas raízes, nos proporciona uma melhor compreensão sobre o nosso futuro".

Mas para isto (método premonitório), as bruxas saxônicas desenvolveram o famoso método premonitório das varetas saxônicas.

São necessárias sete varetas de madeira, três de 20 cm. e quatro de 30 cm. de cumprimento. Uma das varetas de 30 cm. será marcada com sinais mágicos e assumirá o papel de vareta Witan (vareta mestre).

De joelhos, a bruxa (bruxo) coloca a vareta Witan no chão, bem diante de si e no sentido horizontal. Então, ela faz uma oração à Deusa, enquanto segura com a mão direita as outras seis varetas sobre a Witan.

A seguir, ela fecha os olhos e segurando as varetas com as duas mãos, mistura-as, enquanto mentalmente se concentra na pergunta.

Mantendo os olhos fechados ela segura as varetas com a mão direita e apanha a ponta de uma das varetas com a mão esquerda. Ainda concentrada na pergunta, ela abre a mão direita...

Todas a varetas cairão no chão, menos a que está segura pela mão esquerda. Vamos ao que é importante e que aguça a curiosidade de todos: a interpretação:


1) Se no solo estão caídas mais varetas longas do que curtas, a resposta é afirmativa.

2) Se existem mais varetas curtas do que longas no chão (excluindo a Witan), então a resposta é negativa.

3) Se uma ou mais varetas tocam a Witan, significa que poderosas forças estão em jogo mas que, com o tempo, a resposta se manifestará.

4) Se uma ou mais varetas não estão tocando o solo (apoiam-se sobre as outras), indica que as forças estão em jogo e que uma resposta definitiva ainda não pode ser dada.

5) Se todas as varetas apontam para a Witan, significa que o consulente terá um papel importante na solução da questão.

6) Se nenhuma vareta apontar para a Witan, quer dizer que o problema se resolverá sem a interferência do consulente.

A Roda doAno Celta.....


A concepção de tempo dos pagãos (O termo pagão significa: povo dos bosques), principalmente a dos Celtas era um tanto quanto diferente da atual. O tempo era para eles, não linear, mas circular, cíclico; há também o calendário, que era para eles lunar, enquanto que o nosso é um calendário solar.

Originários da tradição celta, os sabbaths ocorrem oito vezes ao ano, ou seja, duas vezes a cada estação. Nessas ocasiões, são homenageadas duas divindades: a Grande Mãe, ou simplesmente a “Deusa”, que simboliza a própria terra, e o Deus Cornífero, O Gamo Rei, protetor dos animais, dos rebanhos e da vida selvagem.

Quando os raios do sol diminuem sua intensidade ao cair da tarde é o momento de nos prepararmos para mais um dia. O povo Celta, assim como outros povos de origem pagã, celebram o começo dos dias através do anoitecer.

Cada anoitecer nos faz lembrar que a Deusa, com sua magia e seus mistérios, reinará através da Lua, das emoções, e das intuições, mostrando-nos que enquanto os homens se acalmam e repousam depois de um dia intenso de trabalho, os sacerdotes e sacerdotisas começam o semear de um novo dia.

O Deus, que também descansa durante a escuridão, se prepara para um novo nascer, para um novo brilhar, para um novo amanhecer.

Esse acordar e dormir, descansar e trabalhar, morrer e nascer fazem do dia e da noite momentos muito preciosos e de intensa comunhão entre o masculino e feminino. É preciso que as duas polaridades estejam em perfeita sintonia para que a Natureza possa se manter equilibrada. Da mesma maneira, como a imagem refletida é o complemento da imagem projetada, homens e mulheres precisam estar juntos para que a comunhão perfeita entre o Deus e a Deusa possa refletir em momentos de intensa união e perfeição.

Esses momentos de equilíbrio entre o dia e a noite, marcados pelo pôr do sol, a metade da noite, o nascer do sol e a metade do dia, se tornam de extrema importância para magias. Da mesma forma, os momentos entre cada um desses pontos também se tornam importantes. Em um suposto tempo linear: os quatro momentos principais seriam: 6h, meia noite, 6h e meio dia; e os secundários: 9h, 3h, 9h, e 3h.

Sabendo que o universo é perfeito e que tudo que há no macrocosmos tem seu correspondente no microcosmos, muitas vezes é preciso entender o micro para alcançarmos e sentirmos a importância do macro. Para muitas pessoas fica mais fácil compreender o universo através de pequenos momentos do dia-a-dia para se ter uma real noção da extensão dos grandes momentos.

Como podemos ver existem quatro momentos do dia (24h) que são pontos vitais, e há quatro pontos secundários que são pontos de equilíbrio. No processo de imagem refletida para imagem projetada, temos no ano (365 dias) quatro momentos vitais: o primeiro dia do ano e o primeiro dia do quarto, sétimo e décimo meses – dias que caem na divisão exata do ano em quatro partes iguais, em quatro elementos. Temos, também, quatro momentos secundários: a entrada de cada uma das quatro estações, delimitadas pelos solstícios e equinócios. Assim nossa roda do ano esta formada e em eterna harmonia com o universo.

Esta era a maneira de pensar e agir dos Celtas, que tinham seu calendário baseado nesses oito momentos do ano, quando reuniam-se em clareiras e templos para festejar ritualisticamente essas oito datas. A cada uma delas deu-se um nome:



Samhain Fim e Início de um Novo Ano
31 de Outubro Hemisfério Norte 30 de Abril Hemifério Sul

Yule Solstício de Inverno
21 de Dezembro Hemisfério Norte 21 de Junho Hemifério Sul

Imbolc Festa do Fogo (Luz, Sol) – Noite de Brigit
1º de Fevereiro Hemisfério Norte 1º de Agosto Hemifério Sul

Equinócio de Primavera Ostara ou Spring – Festa da Fertilidade
21 de Março Hemisfério Norte 21 de Setembro Hemifério Sul

Beltane A Fogueira de Belenos - Beltane
1º de Maio Hemisfério Norte 1º de Novembro Hemifério Sul

Midsummer Solstício de Verão
21 de Junho Hemisfério Norte 21 de Dezembro Hemifério Sul

Lughnasadh Festa da Colheita
1º de Agosto Hemisfério Norte 1º de Fevereiro Hemifério Sul

Mabon Equinócio de Outono
21 de Setembro Hemisfério Norte 21 de Março Hemifério Sul

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Velas e Signos....


As cores das velas são baseadas em elementos referentes a cada signo e aos planetas que regem cada um deles.


Áries – vela vermelha, laranja

Touro – vela cor-de-rosa, verde claro

Gêmeos – vela amarela

Câncer – vela azul claro, prateada, branca

Leão – vela laranja, amarela, dourada

Virgem – vela amarela, azul claro

Libra – vela cor-de-rosa, verde claro

Escorpião – vela branca

Sagitário – vela violeta

Capricórnio – vela verde escuro, marrom

Aquário – vela verde claro, azul claro, amarelo claro

Peixes – vela azul escuro

Velas e suas Cores...


Uma das mais simples formas de magia é a magia das velas. Dizemos simples porque trata-se de uma prática realmente inicial e básica, que qualquer interessado em Magia pode realizar e, aos poucos, aprendendo a direcionar. É preciso atentar para três princípios básicos da Magia: concentração, força de vontade e visualização.


Há velas dos mais variados tipos e formatos e você deve utilizar aquela que lhe for mais adequada. No entanto, velas comuns, daquelas vendidas em supermercados, costumam funcionar muito bem em todos os casos.

Também é importante untar a(s) vela(s) com óleo antes de utilizá-la(s), pois dessa forma você anula as energias que já entraram em contato com ela(s) antes de chegar até você. Quando seu objetivo for atrair algo, unte a vela do pavio para a base. Quando sua intenção for afastar algo, unte a vela da base para o pavio. Use óleos neutros ou algum que tenha uma correspondência mágica de acordo com o seu objetivo também.

Procure não reaproveitar velas; deixe-as queimando até o final. É claro que feitiços que duram mais de um dia devem prosseguir com a mesma vela (na maioria dos casos), mas salvas tais exceções, não reutilize.

De acordo com o seu objetivo, escolha a cor da sua vela. Cada cor está relacionada a um aspecto de nossa vida e o sistema padrão é o seguinte:

Vermelho
Energia, força, paixão, coragem, fertilidade, sangue, guerras, batalhas, brigas, discussões acaloradas, ações rápidas, sobrevivência, lua de sangue, menstruação, iniciativa, sexo.

Laranja
Vitalidade, alegria, festas, negócios, sucesso no geral, vendas, assuntos legais, justiça.

Amarelo
Estudos, criatividade, inspiração, confidência, inteligência, Sol, memória, pensamento lógico, aumentar concentração, saúde mental.

Rosa
Romantismo, amizades, amor, ensinamento, paz, afeição, energias boas para o planeta, fazer as pazes com alguém.

Verde
Dinheiro, sorte, cura, fertilidade, abundância, saúde.

Azul
Paciência, projeção astral, sonhos proféticos, proteção divina, concentração, calma, esperança, inspiração espiritual, abrir bloqueios energéticos.

Roxo
Espiritualidade, habilidades psíquicas, terceiro olho, influenciar pessoas.

Prata
Feminilidade, Lua, telepatia, clarividência, sonhos, intuição, energia astral.

Dourado
Masculinidade, saúde, força, vitalidade, sucesso, o Deus, felicidade.

Preto
Afastar negatividade, banimento, proteção, introspecção.

Branco
Paz, pureza, meditação, espiritualidade, a Deusa, nosso self profundo, pureza, paz, virgindade. A vela branca serve para qualquer propósito mágico, na falta da cor específica.

Marrom
Bens materiais, paciência, responsabilidade, trabalho, estudos, influenciar amigos, pedir favores especiais.